segunda-feira, 24 de maio de 2010
PARTE I

Podemos observar, com Adriano, todas as fases de um homem nessa complexa vida. O começo, o topo, a queda, o recomeço.
E cada passo de Adriano foi visto por nós, independentemente da opinião formada sobre o mesmo.

Adriano traz com ele as virtudes do Flamenguismo. A simplicidade do cara, as dificuldades que passou, a raíz fincada na favela e na Gávea, os pastéis da Vó Vanda. Tudo isso contribuiu com que o moleque Scooby-Doo fosse o que é hoje.

Gozado. Adriano, na sua primeira passagem, saiu do Fla vaiado pela torcida. No ano que se passou, voltou aclamado e aplaudido de pés pela Nação.
E não foi à toa. Fez o diabo na Europa, foi para uma Copa do Mundo, e o então Scooby-Doo Mengão virou o Imperatore Di Milano.
Problemas pessoais o levaram à queda de rendimento e de auto-estima para continuar.

Retornou ao Brasil, com vontade de se aposentar prematuramente. Até que ele viu o Flamengo e o Cristo de braços abertos para ele. E como um bom filho, à casa torna, o Imperadô Voltô.

Voltou e fez bonito. Dezenove gols e a artilheira do Brasileiraço.Hexacampeão, jogando com a 10 no lombo.



PARTE II

Adriano, em 2010, decepcionou. Em 2009 ele decidiu em vários jogos, mas esse ano ele decidiu em poucos, nos momentos importantes para equipe ele não estava. Se meteu em várias confusões na sua vida pessoal, que de tantas, acabou atingindo a vida profissional dele, acabou atingindo o Flamengo, evidentemente.

A Imprensa-marrom inventava crises e mais crises por causa de Adriano, e o Flamengo virou o principal alvo da imprensa fofoqueira. A imprensa esportiva estava parecendo mais TV Fama, Ego, O Fuxico. Infelizmente os problemas de Adriano nos prejudicou, ele estava usando e abusando das regalias, só em 2010 faltou 13 vezes e as desculpas eram cada vez piores.

Até que chegou um ponto que a Diretoria falou chega e o multou, a torcida falou chega e o xingou. E Adriano ficou chatiadinho.
Mas calma ae, brother, você tava fazendo tudo errado, não resolvia, não jogava e fica chateado pela Torcida perder a paciência ?
Nós, torcedores, e a Diretoria aguentamos muito, a segunda não era nem para começar a aguentar, a primeira aguentou pelo carinho que tem pelo Adriano.

É Adriano, tu foi O Imperador em 2009, mas em 2010 não chegou nem perto disso. Ficou devendo para a Torcida, ficou devendo para o Flamengo.

Dois mil e dez, o ano da Libertadores, todo mundo apostando todas as fichas no Flamengo, afinal, Adriano tinha um grande companheiro ao seu lado, Vagner Love. Veio para ajudar, todo mundo esperava que o "Império do Amor" iria atropelar no Carioca, iria se dar muito bem na Libertadores e quem sabe um título, mas teve muito Imperialismo e pouco amor a Instituição Flamengo.

É Adriano, você mereceu os aplausos e mereceu os xingamentos, não pode em nenhum momento falar que a Diretoria ou a Torcida foi impaciente com você, tiveram foi muita paciência, mas agora você ta indo, vai lá, Amigão. Boa Sorte. Mas acho que tu fez uma grande burrice, trocar aonde te idolatram, aonde todos gostam de você, o clube que você ama, o clube que te acolheu, por um que você vai ter que suar e muito para ser titular, aonde você vai ter que correr muito para te idolatrarem, aonde você é mais um. E ainda vai sair sem uma despedida, é Adriano, ta dando mole, mas é você quem sabe.

Até um dia, quem sabe.



Post feito por @EirasYuri (Primeira Parte) e @RaulzinUBZ (Segunda Parte).

Abraços e Saudações Rubro-Negras.

Siga-nos no Twitter:

@
Flamizade

3 comentários:

GK disse...

Adeus ... até um dia qm sabe

Anselmo disse...

valeu Imperaa!
boa sorte!


thais

anderson disse...

um ano fantástico e outro dramático, tem muito crédito pelo hexa, torço por ele, boa sorte na itália impera

Arquivos do Blog

Parcerias

Adicione nosso logo em seu Blog.