quinta-feira, 2 de dezembro de 2010


Magrelo, rabiscador e cheio de altos e baixos na carreira. Léo Moura não é nenhum novato e ainda sim corre um absurdo naquela lateral direita. Impossível discordar está entre os cinco melhores laterais do país. E já foi o melhor há algum tempo atrás. No seu auge, era chamado - injustamente - de apenas um "bom jogador".

Veio pro Mengo depois de ter passado por nove times e ter conquistado incríveis zero títulos. Chegou devagarinho - ao contrário do que fazia em campo - e conquistou dois títulos nacionais e três estaduais. Cinco títulos em cinco anos. Sendo titular absoluto em todos eles. Não é pouca coisa.

Aliás, cinco anos não são pouca coisa. Em tempos de futebol moderno, onde vendilhões e vendidos sugam a lealdade do esporte, ele é um exemplo. Trezentos jogos é motivo para se comemorar sim, haja visto que mercenários-ordinários trocam de clube assim que recebem seu primeiro salário no lugar.

Xingou a torcida, e certamente errou. Mas sinceramente, não me senti ofendido de maneira alguma. Estava apoiando e cantando até minha garganta sangrar, e não tive tempo pra ouvir desabafo ou desaforo.

Agradeço a ele por ter feito parte do elenco que tirou meu time do poço.

Ele em campo, eu nas arquibancadas. Dois rubro-negros de verdade fazendo seu papel.

2 comentários:

Amanda disse...

Como pode ser leal alguém que xinga torcida, sai rindo depois de uma derrota, força cartão pra ir em festas, etc... ? SRN.

romulobarradas disse...

ídolo!

Arquivos do Blog

Parcerias

Adicione nosso logo em seu Blog.