segunda-feira, 24 de janeiro de 2011
Craque o Flamengo fez em casa. E jogou fora.

Tento não acreditar que Zico, em quatro meses, montou a base do Flamengo na Copa São Paulo. Insisto em não crer pois iria me encher de dissabor e ódio de um certo 'bonde' que dá seus rolés pela Gávea. Um grupo de velhos babões que não fazem nada além de peidar e selecionar as frutas boas das ruins. E ao contrário do normal, as saudáveis são jogadas no lixo, tal qual Zico lá dentro.

Infelizmente, é inevitável falar das duas melhores gerações das categorias de base do Fla nos últimos vinte anos sem citar a mesma turma. Isso é pra se ter uma noção da idade desses senhores. Em 90, o Mengo conquistou a Copa São Paulo de Juniores contando com uma seleção.
Do time que tinha Fábio Augusto, Piá, Júnior Baiano, Adriano, Fabinho, Djalminha e Nélio, a maioria além de ganhar o Brasileiro de 92, vestiu a camisa da Seleção. E a mesma maioria foi vendida a preço irrisório por Luis Augusto Veloso. O destino quis, e hoje ele é diretor de futebol.

Não se pode olhar pra frente e esquecer o passado. E o passado é recheado de falcatrua.

Vamos torcer por uma geração, que depois de décadas, todos levam fé.
Vamos torcer pra que Rafinha e companhia não se tornem ídolos apenas do showbol.
E torcer mais ainda pra não serem vendidos como pedaços de bosta.

Abraços, e Saudações Rubro-Negras, Yuri E.
@EirasYuri

3 comentários:

Felipe Godinho disse...

Muito bom texto,esse é o pensamento!
Craque o Flamengo faz em casa,e não pode vender antes que dê retorno dentro de campo
SRN
@godinhofelipe

Urubslz disse...

Muito bom o texto parabéns!!!!!! SRN

anderson disse...

dá medo mesmo desse cara fazer o que fez com a geração de 90... belo texto

Arquivos do Blog

Parcerias

Adicione nosso logo em seu Blog.